Sem dúvidas, o que de mais valioso uma empresa pode acumular ao longo do tempo é experiência. É natural que quanto mais a organização amadurece, melhor será sua expertise e, consequentemente, os resultados obtidos. Nesse sentido, mostrar ao público e compartilhar com outras empresas esse know-how (saber fazer) através de exemplos de sucesso é uma ótima iniciativa. Esses exemplos de sucesso são chamados de cases, palavra americana que significa casos/exemplos. Eles ajudam tanto a compartilhar conhecimento quanto a fortalecer a confiança do público em relação a empresa.

O maior chamativo de um case está no fato de que todo mundo ama uma boa história. Além disso, problemas se repetem o tempo todo, ainda que em outros contextos, por isso há sempre muitas pessoas atrás de exemplos que lhes deem ao menos um norteio de como agir em determinadas situações. Para além dos tradicionais cases em texto, os videocases têm se mostrado cada vez mais efetivos na repercussão e impacto junto ao público.

É natural que um produto audiovisual chame mais atenção que um texto, especialmente porque estamos na era do vídeo.

De acordo com a pesquisa State of Video 2017, realizada pela Vidyard, 70% dos consumidores no mercado B2B (empresa para empresa) escolhem ver um vídeo antes de adquirir um produto. Esse número expressivo só reforça a importância de contar casos de sucesso através de vídeo. Sendo assim, como fazer um videocase que desperte atenção do público e contribua positivamente para a imagem de sucesso da empresa?

O Blog da DP2 Comunicação selecionou alguns elementos comuns à maioria dos videocases e que vale a pena destacar:

Criação do roteiro: Todo vídeo, seja ele case ou não, precisa de um roteiro, ou seja, um detalhamento escrito de como será o filme. Quanto tempo durará, quais cenas serão gravadas, quem aparecerá e o que dirá, e por aí vai. A qualidade do roteiro ajuda muito na realização do vídeo. É importante ressaltar que um videocase deve contar a história completa – com começo, meio e fim (no caso, os resultados).

Narração: É muito comum a utilização de um narrador em videocases. É importante que seja um profissional, pois a técnica empregada na narração definirá o tom da produção.

Uso de depoimentos: O depoimento está enraizado na cabeça das pessoas como ferramenta que gera confiança, que reforça a mensagem de modo a confirmá-la. Ao contar a história, intercale narração com pessoas confirmando a história, dando detalhes e agregando credibilidade ao que está sendo dito.

Uso de arquivos: Fotos, vídeos, resultados e documentos que reforcem o caso que está sendo contado podem e devem ser usados para a produção do videocase. Quanto mais material de apoio, mais credibilidade o vídeo terá.

Cuidados técnicos: Qualidade na gravação das imagens, na captação do áudio e na edição são fundamentais para o sucesso do produto final. Produtoras de vídeo especializadas terão todo o aparato técnico e profissional para realizar o projeto da melhor maneira possível.

Trilha sonora: O uso de trilha sonora, geralmente instrumental, é um destaque em videocases. A explicação é simples:já que o objetivo do vídeo é passar uma mensagem de sucesso, a trilha certa reforça esse objetivo e aguça a emoção em quem estiver assistindo.

As empresas devem reservar um espaço de destaque em seus sites para publicação de videocases de modo que, quando alguém entrar no site, encontre rapidamente o material. Além disso, é interessante criar um canal no Youtube, maior plataforma de vídeo do mundo.

Compartilhar o material nas redes sociais da organização também é uma boa estratégia que pode gerar bastante engajamento. Uma das coisas mais legais de um videocase é que a mensagem passada tende a durar muito tempo já que um caso de sucesso será sempre um caso de sucesso.

Video Case com a DP2 Comunicação

A DP2 Comunicação é uma produtora de vídeos que oferece um time de profissionais para a produção de vídeocases para empresas de diversos segmentos. Entre em contato e saiba como ter o melhor conteúdo.